Rafael Lange fez um vídeo criticando a comunidade de Minecraft do YouTube. CellBit faz reclamações em relação ao conteúdo desses canais, acusando-os de fazerem vídeos inapropriados para as crianças (principal público-alvo desse conteúdo).

cellbito
Rafael Lange, dono do canal “Cellbits”. (Fonte: G1)

Rafael já teve sua época de Minecraft. Durante os anos de 2013 e 2014, este era o principal conteúdo apresentado em seu canal, porém ele diz que não fazia vídeos inapropriados como os do Rezende e SirKazzio, youtubers citados no vídeo. CellBit acrescenta dizendo que as séries de Minecraft que a comunidade faz tem conteúdo violento e um alto teor sexual, inclusive mostrando personagens “nus”. A parte mais polêmica do vídeo de Rafael é quando ele mostra um canal, que não tem o nome citado, que fez um vídeo simulando três homens sem roupa encontrando um casal, matando o namorado, estuprando a mulher e depois a matando.

pedroa-afonso
Pedro Afonso, dono do canal “RezendeEvil”. (Fonte: BatePapoUol)

As reclamações do youtuber repercutiram pela internet e Rezende fez um vídeo resposta, tentando se defender das acusações de Cellbit, justificando seus vídeos. Antes disso, houve uma discussão entre ambos no Twitter. Você pode conferir os vídeos dos dois produtores de conteúdo no final da notícia.

Um usuário publicou no Twitter alguns snaps que Pedro Afonso fez com seus amigos, também em resposta ao Cellbit.

E aí, quem você acha que está certo? Comente.

 

CONTINUAR LENDO